A síndrome de coaching

Um dos temas que está em voga é o coaching. A grosso modo o coaching “é uma das metodologias de desenvolvimento humano e empresarial, e também de aceleração de resultados, que mais tem contribuído para que indivíduos e empresas alcancem seus objetivos em curto espaço de tempo” ( Definição dos especialistas).

Historicamente o termo coaching deriva do vocábulo coach, do inglês antigo, que em tradução livre para nosso idioma é a palavra carruagem! Por mais que seja uma palavra inglesa sua verdadeira origem se deu na Hungria no século XVI. Pois nesse período na cidade de Kocs deu-se início à fabricação de carruagens com suspensão de molas de aço, as chamadas “Kocsi szeker”. A fonética de tal expressão foi entendida pelos ingleses como coach ( carruagem).

A função da carruagem sempre foi desde sua origem transportar pessoas! A partir desse conceito, coach começou a significar a capacidade que algumas pessoas possuiam de conduzir outras pessoas que se encontravam em uma condição indesejável, para uma condição melhor e satisfatória!

Já no século XIX o termo na universidade de Oxford, começou a ser usado para denominar os professores que conseguiam ajudar seus alunos a ter um bom desempenho nos exames finais! Desde então, o termo começou a designar a capacidade de gerir pessoas e passou a significar “técnico”. Este é o significado específico hoje de coach!

Então, tecnicamente o coach é um profissional em coaching, e sua função é ajudar indivíduos, atletas, agremiações esportivas, empresas, etc, no processo do autoconhecimento de suas próprias habilidades e capacidades, isto, para conduzi-las ao sucesso e a resultados extraordinários!

Sei que a partir de agora, vou conquistar a antipatia de muitas pessoas! Principalmente de alguns irmãos evangélicos dos seguimentos, pentecostal e neopentecostal. Pois muitos são simpatizantes do coaching e acreditam que esta técnica pode e deve ser aplicada à Igreja Cristã! O coaching nas igrejas tem funcionado como uma espécie de mentoria evangélica que aplica à congregação, aos pastores, à liderança e também à membresia de maneira geral, algumas técnicas, como psicologia de autoajuda, o positivismo, e estratégias oriundas de conceitos mercadológicos e empresariais, isto, no intuito de conduzi-los à vitória e consequentemente ao sucesso extraordinário! Isto é um absurdo!

O coaching não cabe nas igrejas! Pois nas comunidades cristãs não passa de pragmatismo, pois busca não o que é certo, mas aquilo que supostamente dá certo! As técnicas do coaching não são aplicáveis à Igreja do Senhor Jesus Cristo. Afinal, elas são humanistas e antropocêntricas!

A mensagem do Evangelho não combina com a autoajuda. A declaração positiva a respeito de qualquer coisa não tem nenhum peso no mundo espiritual. O padrão de sucesso eclesiástico na Escritura não corresponde ao conceito de sucesso empresarial. O sucesso do crente não é estabelecido por tendências de mercado. No Evangelho do Reino, muitas vezes o vencedor é aquele que perde. O mais que feliz (bem aventurado) é o que é rejeitado e perseguido. No padrão do Reino a plena satisfação não está na conquista de coisas tangíveis ou palpáveis, mas está na busca do Reino de Deus, e da justiça proveniente do mesmo (Mateus 5-7 ‘o sermão do monte).

A Escritura registra a mensagem do Evangelho, as boas novas! Esta mensagem é essencialmente CRISTOCÊNTRICA. O Evangelho não precisa ser melhorado, pois sua mensagem é suficiente e perfeita! “Ele é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê” (Rm 1.16). Nós dependemos de Deus para tudo, sem Cristo nada podemos fazer (Jo 15.5). Só o fato de alguém estar verdadeiramente em Cristo (2Co 5.17) já alcançou o real sucesso, e isto independe de pseudos resultados.

Afinal, o sucesso do cristão não é medido, e muito menos, estabelecido por conceitos mercadológicos!

Por: Cleub Evaristo

Publicado em 07 de Abril de 2019 em sua página pessoal no facebookhttps://m.facebook.com/story.php?story_fbid=2332061507009697&id=100006176112203&sfnsn=mo

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: