O que significa Hosana na bíblia?

Essa palavra portuguesa passou pelo grego, derivado do hebraico, hosha’na. Hosha significa “salvar”; e  “na” que significa “rogar , “orar”. Por­ tanto, temos aí uma exclamação ou invocação, dirigida a Deus: “Ó, salva-nos”; ou então: “Ó, salva agora”.

Seria um pedido de assistência divina, um exemplo da aplicação desta palavra está no Salmos 118:25. Posteriormente, porém, veio a tornar-se uma jubilosa excla­mação, cujo intuito é louvar a Deus.

Em Marcos 11:9,10 e seus paralelos em Lucas e Mateus, é uma exclamação usada dessa ma­neira. Talvez pudéssemos dizer que o povo de Israel desejava que o Filho de Davi fosse preservado e se firmasse em sua missão. Mais provavelmente ainda, seria apenas uma exclamação de júbilo, acolhi­mento e honra, sem qualquer alusão ao seu sentido original.

Essa exclamação fazia parte da festa dos Tabernáculos. O sétimo dia dessa festividade veio a ser conhecido como o Grande Hosana, ou Dia de Hosana. Essa festa era celebrada no mês correspondente ao nosso setembro, imediatamente antes do começo do ano civil. O povo levava palmas, murtas, etc.

Nestes dias eles repe­tiam os versículos 25 e 26 do Salmo 118, que começam com a palavra Hosana. Quando essa palavra era proferida, todos sacudiam os ramos que traziam nas mãos. Foi em face desse detalhe que a festa veio a ser chamada, alternativamente, de Hosana. As mesmas coisas eram obser­vadas na festa de Encaenia, ou festa da reconsagração do templo de Jerusalém, instituída por Judas Macabeus (I Macabeus 10:6,7; II Macabeus 13:51 – Livro Apócrifo). Clamores de Hosana e o sacudir de palmas e ramos também faziam parte dessa festa, como expressão de júbilo.

Para os cristãos, essas palavras são melhor conhecidas por cau­sa de sua associação com a entrada triunfal de Cristo, em Jerusa­lém. As pessoas, estando acostumadas a expressar sua alegria dessa maneira, fácil e natural­mente transferem os mesmos atos quando querem saudar a Jesus, sem qualquer referência àquela festa religiosa. Isso acontecia espon­taneamente, nas festas religiosas.

Fonte: O Antigo Testamento Interpretado. R. N Champlin

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: