O lado negro da teologia

Infelizmente existe um “lado negro” na teologia, sim existe. E são aqueles que usam o conhecimento teológico para adorar seus próprios egos; são pessoas cuja atividade ministerial se resume a criticar outros.

Entre eles se destacam os que estão mais preocupados definir sua escola teológica, do que qualquer outra coisa. Existem aqueles mais preocupados em serem pentecostais, calvinistas, puritanos, batistas, do que em serem cristãos. Eu sinto embrulhos quando ouço a expressão “Calvinismo é o evangelho”, e também já ouvi de um importante pastor, que possui um grande canal no YouTube, dizer que “A igreja calvinista é a verdadeira igreja cristã”.

Se o “calvinismo é o evangelho”, então Jesus veio pregar a mensagem de João Calvino? Deus amou tanto o mundo que enviou seu filho João Calvino? (Parafraseando João 3:16?)

Quando isto acontece cometemos o erro de criar estudos teológicos ignorando o “ide”, a chamada “A Grande Comissão” de Marcos 16, a saber: “Vão por todo o mundo e preguem o evangelho a toda criatura. (Marcos 16:15). Todo nosso desenvolvimento teológico, toda e qualquer produção teológica precisa contribuir para três princípios e, sinceramente, não consigo pensar em outra razão para a existência da igreja senão os três princípios abaixo:

  1. Adorar a Deus,
  2. Pregar o evangelho e,
  3. Fortalecer os crentes.

A bíblia não diz que o Pai busca estudantes da bíblia, muito menos que o Pai busca pentecostais, reformados, históricos ou qualquer outra coisa que não seja “adoradores”. (João 4:23). A igreja não foi criada para ser um ringue de debates teológicos inúteis, que se propõem apenas a massagear o ego de algumas pessoas. O papel fundamental da igreja reunida é adorar a Deus.

Os verdadeiros adoradores procuram fazer a vontade de Deus, e seguir o chamado da grande comissão, pregando o evangelho; este deve ser o papel diário da igreja. Uma vez pregado o evangelho precisamos consolidar os novos crentes, dando orientação e ensino.

E agora chegamos ao terceiro pilar que é fortalecer os crentes (discipular). Portanto qualquer teologia que não se desdobra em um destes três pilares é inútil, afinal de contas se nossos esforços não são para Adorar a Deus, pregar o evangelho e cuidar dos crentes. Qual o outro papel da igreja?

Por: Ricardo Moreira Braz do Nascimento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Site criado com WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: