NAZARÉ: A cidade de Jesus Cristo

Jesus foi chamado de Jesus de Nazaré por causa da cidade de Nazaré, pequena cidade da Galileia em que Jesus morou por cerca de trinta anos, até ser rejeitado (Lucas 2.39; (4.16; 28). O nome Nazaré significa verdejante, rebento, ou talvez protetora. A referência judaica mais antiga à cidade data de 135 d.C.; Nazaré também não é mencionada no Antigo Testamento, nos apócrifos, no Talmude judaico nem pelo historiador judeu Flávio Josefo.

A baixa Galileia estava fora do principal circuito judaico até o domínio romano nos tempos do Novo Testamento levar segurança à área. Situa-se num vale elevado nas montanhas de calcário da cordilheira do Líbano, perto de rotas comerciais importantes que lhe davam tanto fácil acesso ao mundo exterior quanto certo distanciamento como cidade fronteiriça que atraía o desprezo dos judeus rigorosos (João 1:46).

O clima ameno do vale permite que vicejam flores e frutas silvestres. A cidade antiga ficava em lugar mais alto que a atual. A família de Maria e José, com Jesus e seus irmãos moravam ali e tinham uma boa convivência com a comunidade local (Mateus 2:23; Lucas 2:39; 2:52; 4:16; Mateus 21:11; Marcos 1:24), mas depois que iniciou sua carreira pública, Jesus foi rejeitado duas vezes pelos seus conterrâneos (Mateus 4.13; 13. 54-58; Marcos 6.1-6).

Nazaré estava situada sobre um monte (Lucas 4.29); lembrando que era pequena e sem importância, talvez por ser de origem muito recente na ocasião dos dias do ministério de Jesus. Atualmente se chama En-Nasiruh, e está situada em um vale apertado da Baixa Galileia, um pouco ao norte da planície de Esdraelom, ou cerca de 27 quilômetros a sudoeste de Tiberíades a 37 a sudoeste de Tell-Hum, lugar onde se julga haver existido a cidade de Cafarnaum e a 35 a sudeste do Acre.

O vale tem cerca de dois quilômetros de leste a oeste e a média de 500 metros de norte a sul. Pelo lado de noroeste, o monte eleva-se a cerca de 165 metros sobre o vale cercado de ravinas pela encosta oriental, onde se acha situada Nazaré. As casas são mais bem edificadas do que em outras povoações da Palestina, construídas de pedras calcárias que se encontram nos outeiros vizinhos, e entre plantações de figueiras, oliveiras e alguns ciprestes.

No vale existem jardins cercados de árvores espinhosas. No centro destes jardins está a Fonte da Virgem, de onde vai a água que abastece a cidade, e onde, provavelmente, Maria mãe de Jesus buscava água para sua casa.

Nazaré contém hoje cerca de 4.000 habitantes, cuja maioria professa o culto grego; a quinta parte compõe-se de maometanos, e há também número considerável de protestantes e pequena parte de católicos romanos. Os frades franciscanos possuem lá um convento e dão notícias de muitos lugares santos na cidade, o único, porém, de maior evidência é a Fonte da Virgem.

Por: Ricardo Moreira Braz do Nascimento

Referências Bibliográficas

_____, Comentário Bíblico Universal, vol. 1 - CPB. Casa Publicadora Brasileira, 2011
Dicionário Bíblico Vida Nova / Editor. Derek Williams; Tradução: Lucy Yamakami [et al.]. São Paulo: Vida Nova, 2000.
DAVIS, John D. Novo dicionário da Bíblia J. Davis. Editora Hagnos 2005

A famosa Fonte de Maria, no centro de Nazaré. Em uma pracinha simpática, na área central de Nazaré. É um ponto turístico de peregrinação na chamada “Terra Santa”, em Israel.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Site criado com WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: